segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Joia rara!


Só é pérola o grão de areia
que esteve onde não deveria
estar
e resistiu
mesmo sem por seu belo fim esperar.



Naquele ano teve muitos acontecimentos: Salvador Dalí conclui o seu último quadro, The Swallow's Tail. Ayrton Senna venceu o campeonato inglês de Fórmula 3. As músicas “Billie Jean” de Michael Jackson e “Total Eclipse Of The Heart” de Bonnie Tyler estavam entre as mais tocadas nas rádios.
Mas faltava alguma coisa...
O que estava para acontecer era mais importante que música, astrologia, fórmula 1 ou qualquer outra coisa...
Foi numa terça-feira, trinta dias já tinham passados do mês de agosto. O dia amanheceu cheio de alegria porque todos aguardavam ansiosos a sua chegada. Nasceu Maísa, uma preciosa pérola, fazendo jus ao seu nome. Tão sensível e tão valiosa.
Parabéns, para nós, que temos o privilégio de ter você em nossas vidas, Maísa!

Hoje faz lindo dia
Mas não tem a ver com o sol quente
Nem com a brisa fria
É o coração da gente
Que transborda de alegria!
Feliz aniversário, flor do dia!
Tudo de melhor pra você!!!
Fabi

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Autossabotagem

Por Roberto Dantas

"Muitas vezes temos a segurança de que somos donos do nosso próprio nariz, que somos independentes, achamos que fazemos nossas escolhas e opções de forma consciente. Mas escolhemos racionalmente e seguimos por caminhos de vida, tomamos atitudes e assumimos compromissos que, muitas vezes nos levam a fazer um trajeto mais longo do que o necessário, ou mesmo que desvie do objetivo principal. Falo especificamente das situações em que paramos pra pensar e percebemos que estamos perdendo tempo, que não estamos no trabalho que gostaríamos, que não estamos vivendo a vida que queríamos, e, na verdade bastaria uma atitude, uma decisão, uma pequena mudança em alguma área da vida, ou em nós mesmos, e tudo estaria resolvido. "


"...E nunca abandonamos de bom grado um modo de satisfação pulsional, ainda que um outro já se nos acene"(FREUD, 1917)


"A mudança é difícil, mas muito mais difícil é viver com a sensação de não ser autônomo, de não ser independente, de não poder conquistar coisas que desejamos, posições profissionais e familiares sadias e compensadoras. Ainda mais quando entendemos que a resolução destes bloqueios não estão tão distantes de nós, e que temos a chance de tomar as rédeas da vida e modificar nosso modo de ver o mundo, retomar nossos ideais e viver a real busca pela felicidade."





quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Parabéns, Fabi!





Fabi,


Pensei em algum texto que descrevesse o que sua amizade representa para mim.
Mas, sempre que pensava, lembrava de um texto que você já conhece.
Resolvi publicá-lo assim mesmo, pois hoje ele tem um gostinho especial.
Hoje ele é só seu, todo seu!
Muito obrigada por ser a amiga que está sempre ao meu lado, me apoiando e me incentivando.
Você é mais que especial! Você é gigante!
Que continue espalhando essa alegria e luz própria por onde passa (e por onde escreve).

Muitos beijos e um forte abraço,

Ma



O Tamanho das Pessoas (Shakespeare)

O tamanho varia conforme o grau de envolvimento.
Ela é enorme para você, quando fala do que leu e viveu,
quando trata você com carinho e respeito,
quando olha nos olhos e sorri destravado.
É pequena para você quando só pensa em si mesmo,
quando se comporta de uma maneira pouco gentil,
quando fracassa justamente no momento em que
teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas:
A amizade, o respeito, o carinho, o zelo e até mesmo o amor.
Uma pessoa é gigante para você quando se interessa pela sua vida,
quando busca alternativas para o seu crescimento,
quando sonha junto com você.
É pequena quando desvia do assunto.
Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende,
quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela,
mas de acordo com o que espera de si mesma.
Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento,
pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas.
Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande.
Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.
É difícil conviver com esta elasticidade:
As pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos.
Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros,
mas de ações e reações, de expectativas e frustrações.
Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma.
O egoísmo unifica os insignificantes.
Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande.....
É a sua sensibilidade sem tamanho...

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Autista Artista. Só muda uma letra.



Se alguém pensou que ver Dustin Hoffman contando palitos esparramados pelo chão era o sumo das habilidades de um autista, esperem para ver o que é capaz de fazer o londrino Stephen Wiltshire, um "artista" -antes que um autista- que desenhou a cidade de Nova Iorque rica em detalhes, em um quadro de quase 6 metros, após observá-la de um helicóptero durante 20 minutos.


O quadro foi elaborado, de cor, no famoso Pratt Institute de Brooklyn, e nele podem ser observados detalhes da cada edifício desenhado em uma escala quase perfeita. Todos os lugares mais conhecidos, como o Empire State Building e o Chrysler Building, podem ser vistos acima dos edifícios menores após somente três dias de trabalho.


Todo o processo artístico foi realizado escutando com atenção seu iPod -a música ajuda, ele diz- e utilizando uma caneta e conjunto com sua memória fotográfica.


- "Stephen primeiro desenha o básico de seu desenho com lápis e depois adiciona pontos de referência antes de completar os detalhes mais complexos", afirma Iliana Taliotis, a educadora que trabalha com Stephen e sua família.





Em sua terceira visita a Nova Iorque, este é primeiro quadro panorâmico que realiza da paisagem urbana mais emblemático do mundo. Stephen considera a cidade seu lar espiritual, já que existem muitas semelhanças entre Londres e Nova York que ele pode relacionar.




"A única diferença é que tudo está em uma escala maior e os edifícios são mais altos e modernos", afirma sua mentora.





Diagnosticado de autismo ainda muito cedo, o talento de Stephen surgiu como uma forma de se expressar. Usando seus desenhos como forma de aprender, Stephen criou uma série de 26 imagens codificadas para lhe ajudar a falar, a cada um dos quais corresponde a uma letra do alfabeto.




Em maio de 2005 Stephen realizou de cor um desenho panorâmico de Tóquio sobre um tela de 15 metros após um curto passeio em helicóptero sobre a cidade. Desde então já desenhou Roma, Hong Kong, Frankfurt, Madri, Dubai, Jerusalém e Londres em telas gigantescas.





Em 2006, Stephen Wiltshire recebeu a Ordem do Império Britânico por seus serviços à arte, o que lhe permitiu abrir sua própria galeria permanente na Sala Real da Ópera de Londres.

Pesquisar

Seguir por E-mail

Tags

Amizade Amor Lealdade Maísa Bortoletto Fabiana Ribeiro Saudade Carinho Companheirismo Fé Esperança Poesia Poema Literatura Rubem Alves Dor Perdão Felicidade Paz Mário Quintana Regina Volpato Lya Luft Charles Chaplin Coragem Aniversário Camões Música Anos 70 José Saramago Martha Medeiros Elegância Correria Vida Moderna Mulher Pai Mãe Filhos