quarta-feira, 23 de março de 2011

Não podemos viver isolados

Por Fabiana Ribeiro

Como não podemos viver isolados, somos obrigados a conviver com gente de todo tipo: que nos faz bem; nos momentos de tristeza ou alegria, e com aqueles que num simples olhar parecem sugar toda nossa energia.

Quando recebemos uma ofensa como troca de uma gentileza, não dá para entender... O coração aperta, os olhos lacrimejam. Depois caímos no choro, desabamos; agora sim, sozinhos.

Somos chamados de fracos, mas este é o jeito de quem não está e nem quer ficar acostumado com grosserias.

Não revidamos nem com palavras; não compensa. Afinal, o que fazer quando quem você agradou começa a te agredir?

Ficar pasmo, sem reação e não acreditar que existe gente assim?

Existe.

Paciência.

O jeito é respirar fundo depois que o choro desperdiçado passar.

E ignorar, porque é inútil.

É perda de tempo.

Por mais que não possamos escolher os que atravessam nosso caminho, escolhemos os que permanecem caminhando conosco fazendo valer cada momento juntos.

3 comentários:

  1. Má,
    me mandaram isto, achei que tem a ver com o texto:

    "Um jovem samurai perguntou ao seu mestre: Como me torno o melhor guerreiro? O mestre então respondeu: Estas vendo aquela pedra ali? Então vai até a pedra e xingue bastante. O jovem samurai foi, xingou a pedra, e retornou ao mestre. O mestre perguntou: O que foi que ela fez? O Jovem respondeu: Nada! Então o mestre disse: Pega tua espada e ataque ela, com vários golpes. O jovem destruiu a espada contra a pedra. O jovem samurai retornou ao mestre e disse: Nada Aconteceu! O mestre disse: Para seres o melhor guerreiro, tens que ser como aquela pedra, teres a frieza de não reagir diante de atos e palavras, e te tornarás imbatível..." (autor desconhecido)

    *Mas tem hora que o sangue esquenta, né? Sai da frente. rs

    ResponderExcluir
  2. É verdade... Ou então ficamos frias na hora, mas depois nos matamos de chorar sozinhas, né? Bem coisa de mulher...rsrs

    ResponderExcluir
  3. "Por mais que não possamos escolher os que atravessam nosso caminho, escolhemos os que permanecem caminhando conosco fazendo valer cada momento juntos." - Amém.

    ResponderExcluir

Pesquisar

Seguir por E-mail

Tags

Amizade Amor Lealdade Maísa Bortoletto Fabiana Ribeiro Saudade Carinho Companheirismo Fé Esperança Poesia Poema Literatura Rubem Alves Dor Perdão Felicidade Paz Mário Quintana Regina Volpato Lya Luft Charles Chaplin Coragem Aniversário Camões Música Anos 70 José Saramago Martha Medeiros Elegância Correria Vida Moderna Mulher Pai Mãe Filhos